Serviços

Seis dicas para o melhor gerenciamento do marketing de serviços

Se os clientes não conhecem a sua empresa, você simplesmente não consegue vender! Esta é uma das principais funções do marketing. Muitos fornecedores de serviços e soluções de tecnologia tendem a negligenciar o marketing, pois acreditam erroneamente que basta oferecer uma boa tecnologia.

A tecnologia, independentemente de quão boa ela seja, pode não atrair novos clientes se eles desconhecem o que ela faz ou como pode ajudá-los a ter sucesso. É um erro assumir que se você implementar uma tecnologia atraente e fornecer ótimos serviços os clientes simplesmente surgirão. Isso pode acontecer em filmes, mas não no mundo real do fornecimento de serviços. Você precisa de um plano de marketing que abranja estes seis elementos:

Defina sua marca
A marca de sua empresa a representa, ou seja, não consiste somente em um bom nome. Uma marca é um nome, mas quando é poderosa o cliente (ou potencial cliente) a associa a valores, serviços, credibilidade, confiabilidade, responsabilidade e outros atributos. Assim, representa bem mais que o serviço ou produto em si. Segundo o “guru” do marketing, Philip Kotler, não se consome o produto ou serviço, senão a imagem que se tem do mesmo.

Estabelecer uma marca no mercado exige sua construção e demanda tempo e esforços. Divulgue-a para o maior número possível de pessoas de seu público-alvo e defina claramente o que ela significa. Assim como os consumidores sabem imediatamente o que é a IBM, Chevrolet ou Coca-Cola quando veem o logo, seus clientes precisam reconhecer a marca de sua empresa e estabelecer uma conexão mental com os serviços que você oferece e também com valores e diferenciais que representa.


Seja visto
Para promover sua marca, você tem que trabalhar para ela. Deve investir tempo, esforço e dinheiro para ser visto. Algumas ações não exigem verba, mas a dedicação de algum tempo. Como exemplo deste tipo de ação podemos citar a disponibilidade para a entrevistas com a imprensa especializada, a divulgação de artigos e a contribuição com conteúdo para blogs. Certamente este é um tempo bem gasto. Considere também investir em divulgação na Internet, anúncios em publicações e sites comerciais e anúncios de rádio e TV – todos estes tipos de publicidade valem o seu investimento se você focar nos locais apropriados, analisando se o público-alvo que atingem está de acordo com o que você quer atingir.


Melhore o seu foco
Definir bem o seu cliente-alvo ou público-alvo é fundamental no marketing. Se você é especializado em um mercado vertical, como o de saúde, imobiliário ou financeiro, escolha sites, blogs e publicações que atinjam estes mercados e clientes. Identifique as associações setoriais e seus eventos para que você possa oferecer-se como um palestrante convidado, participante de painéis ou apresentador. Encante seu cliente ou potencial cliente (também chamado de prospecto ou prospect) com seu domínio sobre desafios competitivos, dinâmica do mercado e tendências de sua indústria. Apresente-os à sua marca e como ela pode ajudá-los a ter sucesso.


Seja “social”
Atualmente as mídias sociais são instrumentos de marketing obrigatórios; elas representam o novo “boca a boca”. Apesar de sua importância, ainda intimidam algumas empresas. Contrate um funcionário ou agência que domine as mídias sociais para envolver os clientes e, potencialmente, transformá-los em uma extensão do seu departamento de marketing. Por meio de promoções bem elaboradas envolvendo testes, pesquisas, compartilhamento de informações, ofertas especiais e vídeos atraentes, você pode capturar o interesse dos clientes atuais e potenciais. Se eles gostarem do que você compartilha, vão compartilhar este conteúdo com outras pessoas, possivelmente o seu próximo cliente.

Não desapareça
Os clientes precisam de lembretes constantes do que sua empresa pode oferecer, especialmente na área de serviços, que é bastante dinâmica e abrangente. Como diz o ditado “quem não é visto, não é lembrado”. Não os deixe pensar que porque eles não sofreram nenhum tempo de inatividade ou interrupção de operação, não precisam mais de você. Reúna-se com eles periodicamente para revisar as suas atividades, discutir a estratégia e apoiá-los em seus desafios presentes e demandas futuras.


Entregue conteúdo
Seus clientes e prospects precisam ter segurança de que você é um especialista no que faz e, dessa forma, a escolha óbvia como fornecedor no momento da decisão. Crie muito conteúdo sobre seus serviços e soluções, seu entendimento e visão do mercado e sobre a evolução tecnológica. Demonstre liderança conceitual por meio de e-mails, mídias sociais e de seu site, para compartilhar blogs, estudos e notícias. Cuidado, no entanto, para não bombardear seus clientes, mantendo um fluxo razoável de informações e selecionando as mais relevantes.

Lembre-se que se você fornece serviços é fundamental que estabeleça relacionamentos de longo prazo com seus clientes. Qualquer livro sobre marketing dirá que conseguir um novo cliente é de 4 a 10 vezes mais dificil e custoso que manter um cliente atual. Apesar de os número variarem, não há dúvidas sobre a validade deste conceito.  O marketing é fundamental para promover o relacionamento com os clientes e sua fidelização. Então, o que você está esperando para elaborar seu plano de marketing para 2017?


No Responses

Deixe uma resposta

  • (will not be published)