Gestão de Infra-estrutura

Blockchain e IoT: a transformação da relação de negócios

Há grandes desafios técnicos a serem superados em IoT em relação ao volume de dados disponíveis

A grande quantidade de dados disponibilizados a partir de objetos, sistemas e outros dispositivos conectados digitalmente, é valiosa como um bem do negócio. Estes dados e a análise resultante deles podem ser utilizados pelas em presas para monitorar serviços e produtos oferecidos para o mercado; e orientar mudanças relacionadas aos produtos e serviços e também à estratégia de negócio da empresa, facilitando e possibilitando estas análises a Schneider Electric disponibiliza a plataforma EcoStruxure. Nesse contexto, a Internet das Coisas, ou IoT, funciona também como meio para essa análise aprofundada e contribui para que a empresa alcance sustentabilidade, em seu significado mais amplo e profundo: fazer mais com menos recursos e tempo, assegurando um modelo de negócios duradouro, tornando-o diferente dos demais.

Há grandes desafios técnicos a serem superados em IoT em relação ao volume de dados disponíveis. Em primeiro lugar, a transmissão de informações em tempo real a partir de dispositivos, que pode exigir largura de banda superior a que está disponível. A segunda é a compilação desses dados e a sua extração e apresentação de forma inteligente para todos envolvidos. Já o terceiro desafio é o armazenamento e propriedade legal dos dados.

A tecnologia Blockchain pode ser a resposta para alguns desses desafios ao transformar uma infraestrutura digital em algo ainda mais confiável e totalmente distribuído, pois permite um comportamento contratual entre pares, sem a necessidade de confirmação tradicional de entidades terceiras para atestar a transação, como é feito atualmente. Assim, para permitir o intercâmbio de mensagens, os dispositivos IoT aproveitarão contratos inteligentes que, em seguida, modelarão o acordo entre essas duas partes. Essa tecnologia também responde ao desafio da escalabilidade, ponto único de falha, carimbo de horário, registro, privacidade, confiança e confiabilidade de uma forma muito inovadora.

Para habilitar o intercâmbio de mensagens, os dispositivos IoT aproveitarão contratos inteligentes que, em seguida, modelarão o acordo entre as duas partes. Este recurso permite o funcionamento autônomo de dispositivos inteligentes sem a necessidade de autoridade centralizada. Se você expandir essa transação ponto a ponto para humano a humano ou humano a objetos / plataformas, terá como resultado uma infraestrutura digital confiável e totalmente distribuída.

Somando a grande tendência de IoT, o Blockchain promete ser um acelerador chave da evolução da Internet das Coisas e tem ganhado força no mercado. Essa tecnologia transforma não só o ecossistema bancário e as transações financeiras associadas, mas vai além ao abrir a porta para uma série de novas aplicações em IoT.

Entendemos que a Internet das Coisas é a ponte para o futuro ao trazer inovação e agilidade, influenciando diretamente a maneira que pensamos e fazemos negócios, pois simplifica e torna as tomadas de decisão cada vez mais assertivas, além de melhorar a qualidade de vida das pessoas. Acreditamos que dessa maneira a relação das empresas e das pessoas com a energia sofrerá uma inovadora e positiva transformação.


No Responses

Deixe uma resposta

  • (will not be published)