Gestão de Infra-estrutura

Dez etapas para extrair valor do software de DCIM

Uma das principais críticas feitas ao Gerenciamento da Infraestrutura de Data Centers (DCIM) é que muitas empresas não conseguem obter o valor integral dessas implementações. Neste documento recomendo seguir dez etapas fáceis, para obter o pleno valor do seu investimento em soluções de DCIM.

img_DCIM01

A apresentação completa pode ser vista como um blogcast ao vivo aqui.

  1. Defina as necessidades
    Pode parecer óbvio, mas eu me reúno com uma série de organizações de usuários finais que definiram coisas além do que é razoável atualmente. Como uma primeira etapa, procure as definições de problemas e aspectos que você realmente deseja melhorar. É o monitoramento? É o gerenciamento de ativos? O DCIM não é realmente muito difícil: ele começa com a definição das necessidades.
  2. Entenda de onde você está partindo
    Você precisa ser honesto consigo mesmo aqui. Todo mundo possui sistemas de vários formatos e formas. Pode ser um grande sistema de gerenciamento predial controlando diversos elementos. Pode haver vários tipos de TI. Você precisa categorizar esses elementos para entender quais sistemas têm de viver e quais são para o futuro. Certifique-se de permanecer com os sistemas que oferecem um bom valor de negócios.
  3. Entenda a situação do mercado
    Atualmente há uma grande comunidade de analistas do setor que ficaria feliz em fornecer relatórios e insights e One on Ones. Estas são, certamente, excelentes fontes de informações, assim como a internet.Mantenha a sua mente muito aberta
  4. Cubra as suas bases
    Certifique-se de que as suas partes interessadas, óbvias e menos óbvias, sejam identificadas e colocadas em uma sala (se não fisicamente, pelo menos virtualmente). Categorize os pontos em itens “obrigatórios”, “desejáveis” e “totalmente sem valor”. Certifique-se de que as necessidades combinadas das partes interessadas sejam realmente expressas no final desse exercício. Não subestime o valor de reunir pessoas.
  5. Limite a sua lista de fornecedores potenciais
    Neste momento você provavelmente também estará afunilando a relação de fornecedores potenciais com os quais vai interagir. Se você enxergar uma necessidade para isso, não tenha receio de solicitar uma visita de referência. Você precisa definir para si mesmo que conhece alguém que faz “XYZ“ com uma solução de DCIM. Questione toda a situação e entenda pelo que outros usuários finais passaram e tente aprender com isso.
  6. Plano de negócios
    E então surgirá o momento de elaborar um business case. É nesse ponto que se torna um tanto difícil mostrar um retorno direto visível para algumas organizações. Qual é o valor nesta solução de DCIM? Como você pode traduzir isso em algo tangível em termos de dólares, euros, libras? O DCIM não se trata realmente de software, mas sim da mudança de atitude e mudança de comportamento nas próprias organizações. É desnecessário dizer que um bom e sólido business case é uma boa base para seguir em frente.
  7. Prova de conceito
    É aqui que eu geralmente sugiro que os usuários realizem o que chamo de uma prova de conceito, para realmente definir um escopo de elementos que precisam ser comprovados. Esta é uma ferramenta muito poderosa para você, como usuário final, obter de fato, alguns números concretos tangíveis por trás do seu business case.Faça isso valer a pena em termos do elemento mais crítico do seu business case.
  8. Decisão
    Se você fez tudo corretamente até agora, essa será uma decisão muito fácil a ser tomada. Se neste momento tudo se transforma em um grande comitê e discussão, então há uma boa probabilidade de que você tenha omitido alguma das etapas anteriores ou talvez realmente não as explorou completamente.
  9. Planejamento da implementação
    Novamente, esta é geralmente uma etapa que percebo que está sendo ignorada. “Nós tomamos a decisão e realizamos a compra – agora vamos implementá-la”. Mas na verdade é muito importante que você finque a sua bandeira aqui e decida sobre o plano para isso. Como você está pondo isso em prática?
  10. Implementação
    E, então, começa a diversão. Você pode começar a ir em frente e realizar uma implementação. Lembre-se, não é apenas o software que você está implementando. Você também está implementando uma maneira nova ou modificada de fazer negócios na sua organização. A Schneider Electric, como uma importante fornecedora global com uma comunidade muito grande de canais e parceiros, pode fazer uma instalação de implementação turnkey para você. Certifique-se de que você faz parte desse processo.

No Responses

Deixe uma resposta

  • (will not be published)