Gestão de Energia / Eficiência Energética

Porque projetos de modernização de data center são agora mais fáceis de justificar

No Mercado volátil atual, modernização de instalações de data center tem crescido como um fator crítico para uma competitividade de sucesso, e caso seja executado corretamente, uma parte crucial para uma estratégia contínua de melhoria no serviço ao cliente. Porém, modernização acompanha custos e riscos, e as recompensas necessitam ser balanceadas com o orçamento correto.

A extensão dos riscos não depende somente da condição do equipamento, mas também dos recursos humanos existentes para suportar este equipamento. Quanto menos atenção dada ao equipamento, maior será o investimento na preparação e treinamento de times de suporte em procedimentos operacionais de emergência, para então minimizar os efeitos negativos que um tempo de inatividade não planejado possa trazer.

O data center deve ser modificado de forma a acomodar a evolução das metas de negócios. Em uma instalação de data center que está envelhecendo, problemas comuns que precisam ser solucionados incluem falta de espaço, ineficiente/cara refrigeração, ou uma infraestrutura de potência que não é flexível para acomodar um rápido crescimento. Também, sistemas de infraestrutura precisam ser estudados para determinar se os custos de manutenção estão muito altos ou se sistemas desatualizados estão ameaçando a confiabilidade das operações do data center.

A modernização de data centers pode causar a diminuição de custos e aumento de desempenho. Abaixo estão algumas das principais razões para buscar uma estratégia proativa de modernização:

  • Modernização não implica mais na compra de um sistema maior – Para a maioria das partes interessadas em data centers, modernização tradicionalmente significava na troca de seus sistemas por iguais ou maiores sistemas a um maior custo. Porém, esta “fórmula” não é mais tão comum quanto costumava ser. Tendências da indústria, tais como virtualização, consolidação e computação em nuvem tem diminuído consideravelmente o volume dos sistemas necessários para gerenciar os negócios. Além do mais, o novo equipamento é geralmente muito menor que o antigo em espaço. E, portanto, “mais” pode agora significar “menos” (mais capacidade em um espaço menor). Redundância de hardware não é também mais tão comum pois agora é possível redundância através de alternativos softwares em nuvem.
  • Agilidade aprimorada em data center – O acesso rápido aos dados e a conectividade emergiram como elementos críticos que suportam a nova onda de dispositivos portáteis e de dispositivos de Internet das Coisas (IoT) em todo o mundo. Acomodar estas tendências requer uma mudança radical na forma que pensamos. Os ativos de um data center necessitam ser implantados de maneira ágil para sustentar o negócio. Conforme tendências e mercados aumentam e diminuem, uma moderna infraestrutura física de data center requer flexibilidade e conectividade constante. Inovações como data centers pré-fab e também micro data centers são projetados com flexibilidade em mente. Como muitas aplicações têm migrado para a nuvem, a tecnologia deixada na “borda” torna-se o ponto crítico de conectividade para consumidores locais. Infraestruturas de “edge power”, refrigeração, segurança e monitoramento tornam-se uma parte importante da equação de agilidade de um data center.
  • Menos custos de operações e de manutenção – A modernização de infraestrutura física de um data center pode ter um grande impacto na redução de OPEX. Nobreaks mais antigos, por exemplo, frequentemente demonstram uma eficiência entorno de 90%. Novos Nobreaks variam entre 96% a 99% de eficiência. Baixa eficiência é o mesmo que maiores custos em energia. Quando comparamos um Nobreak moderno (96% de eficiência) com o mesmo perfil de carga que um Nobreak antigo (88% de eficiência), durante um período de 10 anos, o custo de perdas é de quase 400.000 dólares a mais para o Nobreak antigo. Além disso, novos Nobreaks são projetados para trabalhar de modo muito mais eficientes para cargas menores. Nobreaks antigos são muito ineficientes quando funcionando a cargas de 50% ou menores.

Uma opção que a Field Services Brasil possui é a modernização dos equipamentos, com substituição de módulos e baterias afim de torna-lo mais eficiente, a um custo menor que a troca completa do equipamento.

Consulte a equipe da Field Services Brasil para que possamos lhe fornecer um melhor diagnóstico sobre sua base instalada, nossos profissionais poderão lhe indicar a melhor solução para seu equipamento, seja a substituição por um novo Nobreak, ou a modernização de módulos que garantirá melhor eficiência.

Pela perspectiva de serviço e de suporte, infraestruturas modernizadas diminuem o risco de tempo de inatividade, com a garantia de disponibilidade de peças sobressalentes e fácil manutenção por nossos profissionais. Mantenha sua base instalada segura e moderna, garantindo maior eficiência e menor custo na operação.


No Responses

Deixe uma resposta

  • (will not be published)