Sem Categoria

Lições que os Beatles nos ensinam sobre negócios

Dentro do mundo corporativo a busca por referências e alternativas que contribuam com o negócio é constante. São inúmeros os autores, teorias e novos processos que surgem em busca de bons resultados seja em ROI ou gestão de pessoas. No entanto, durante essa busca, nos esquecemos que nosso próprio cotidiano e a cultura em que estamos inseridos podem contribuir com boas lições.

A história da música é um bom exemplo para pensarmos nisso. Independente de gostos e afinidades, os Beatles, sem dúvida, contribuíram não apenas no mundo da música, mas também nos cenários da moda e comportamento principalmente dos jovens das décadas de 60 e 70. Por causa deles, Londres & Liverpool haviam se tornado o centro das atenções mundiais.

1187_the_beatles

Gosto de pensar que falar sobre Beatles, por exemplo, é também falar de inovação. A banda que revolucionou o mundo da música também viveu um contexto de ruptura, afrontando diretamente os padrões de outras gerações por uma nova cultura: a cultura do clássico rock’n’roll.

Pensando nisso, e ao olharmos para toda carreira da banda, conseguimos refletir sobre lições de liderança que podemos aplicar em nosso dia-a-dia no mercado de energia. Confira algumas delas:

· Inove: o som da banda misturava tendências e resultou em algo nunca ouvido antes. O resultado foi o sucesso!
Para reunir muitas pessoas, cativar sua atenção e estabelecer a integração entre elas com um único objetivo em comum, este é o segredo: inovação. As melhores ideias e soluções são em sua maioria resultado de discussões, vivências ou mesmo de conversas informais em grupos de diferentes pessoas.

· Muitos públicos, uma só linguagem: desde a rainha do Reino Unido, às demais classes sociais os Beatles usaram a mesma linguagem para todos: suas canções.
No ambiente empresarial, a situação é semelhante: é preciso estabelecer uma linguagem clara e objetiva para que os diferentes públicos internos compreendam a mensagem transmitida da mesma maneira.

· (Yellow Submarine) “And we lived beneath the waves/ in our yellow submarine”: As ondas (problemas e crises), sem dúvidas, vão aparecer. Por isso, tenha um plano de ação, um manual de crise, para que quando elas chegarem todos trabalhem juntos para minimizar os impactos internos e externos. Afinal, lembre-se que uma crise interna pode acabar com a banda (empresa).

· Come together: O segredo para o máximo de nossa energia é, com certeza, o trabalho em equipe. Convidando todos a construir juntos o mesmo objetivo é também agregar novos pontos de vista e melhores resultados. Juntos vamos mais longe!

5 Respostas to “Lições que os Beatles nos ensinam sobre negócios”

  1. Joanna Begliomini

    É verdade, temos que treinam nosso olhar para enxergar todos os mercados que nos cercam, pois podem nos colocar fora da nossa área de atuação comum e nos apresentar um mundo de oportunidades e tendencias!

    Responder
  2. Joanna Begliomini

    É verdade, temos que treinar nosso olhar para enxergar todas as lições que nos cercam, pois podem nos colocar fora da nossa área de atuação comum e nos apresentar um mundo de oportunidades e tendencias!

    Responder
  3. Melissa Krebs

    Isabelle, muito boa essa relação entre os Beatles e o mundo do negócio – sem contar que extremamente atual. Parabéns.
    Vou lembrar sempre disso qdo estiver em minhas reuniões.

    Responder
  4. Neyliane Castro Neyliane Castro

    Texto sensacional.
    Beatles é uma referência no mundo da música e foi uma excelente percepção pensá-los como referência também no mundo dos negócios.
    Parabéns! 🙂

    Responder

Deixe uma resposta

  • (não será publicado)