Residencial

Novidades de Design diretamente da feira Maison&Objet em Paris


Nos dias 8 e 9 de Setembro realizamos um encontro global entre profissionais da arquitetura e design de interiores para uma imersão em Paris. Foram convidados 30 profissionais da área que fizeram visitas guiadas e participaram da principal feira de decoração do mundo.

Convidamos duas brasileiras, que conheceram o laboratório “Design na Schneider Electric Le Hive” e a feira Maison & Objet em Paris, feira líder de Decoração de Interiores na França, onde fica a matriz da Schneider Electric.

Nossos convidados tiveram a oportunidade conhecer as últimas tendências em decoração e puderam conversar com nosso vice-presidente de Design Industrial e Ergonomia, Frederic Beuvry, que soma mais de 30 anos de experiência. Nosso objetivo é contribuir com o enriquecimento cultural e profissional desse setor cada vez mais importante para a economia e para o dia a dia das pessoas, com momentos criativos e de inspiração.

Bianka Mugnatto, designer de interiores e vice-presidente da Associação Brasileira de Design de Interiores (ABD), e Fernanda Strazzacappa, gerente de conteúdo do Portal Galeria da Arquitetura, foram as convidadas selecionadas para conferirem de perto as novidades do mundo da decoração em Paris.

Acesse aqui e conheça um pouco mais sobre a imersão em Paris por Fernanda Strazzacappa.

Confira abaixo algumas das novidades da feira pela interpretação de Bianka Mugnatto, diretamente de Paris:

A experiência

Embora já tivesse conhecimento sobre os  produtos Schneider Electric, sua caraterísticas, cores, qualidade e desempenho,  pensei, por que uma empresa voltada para o segmento tecnologia do setor elétrico, teria interesse em reunir profissionais acerca do tema Design?

Logo na chegada, a recepção de boas-vindas já deu um tom ao que iríamos vivenciar naqueles dias. Todos os cuidados, com informação, conforto e bem estar foram por mim percebidos. Confesso que me senti em casa.

Ao visitar o showroom na matriz, pude já identificar a sintonia que a Schneider  tem em buscar a tecnologia de ponta e a preocupação com seus usuários e meio ambiente, posso registrar que é aí que a palavra design, se encaixa perfeitamente.

O design é fundamental para alterar ou mudar uma situação existente, para transformá-la em uma situação de preferencias. Em seus produtos, empregam princípios fundamentais para considerar um design como sendo perfeito, ou seja: inovação, utilidade, estética, intuítivo, discreto, honesto no que tange a valores, o desempenho de longa duração, e amigo do meio ambiente.

Mas a Schneider vai além de oferecer um produto eficiente, pois se destaca em valorizar a marca, tornando-o seus produtos únicos, permitindo que se adequem as inúmeras possibilidades para atender aos diversos tipos de pessoas e ambientes.  As pessoas são diferentes e os ambientes e funções também, e neste quesito eles se preocupam em oferecer escolhas, sem perder a eficiência e o desempenho, e isso posso garantir que é maravilhoso, na minha opinião.

Nos dias de hoje, a palavra personalização é a tônica onde o usuário busca autonomia e customização, executando e materializando suas criações, abrindo dentro deste universo que é o design e o design de interiores, infinitas possibilidades de torná-lo único e que atendam suas expectativas, sejam nos seus gestos, ou materiais inovadores, envolvendo cores e texturas.

Assim, posso dizer que minha experiência nestes dias, apontaram para um horizonte, que resume assim: A filosofia do Design é oferecer uma boa experiência entre usuário e produto, de tal modo que sua interatividade seja de imediato uma extensão dos gestos e das necessidades básicas do homem atual.   

Obrigada Schneider Electric por me permitir essa maravilhosa experiência.

Bianka Mugnatto


Novidades na Maison & Objet

Diante da realidade em que vivemos, crise social, política e financeira e as diversas catástrofes naturais que ocorreram nos últimos anos, percebe-se que o homem, de fato, volta o seu olhar para a natureza enaltecendo-a através de elementos, cores e formas e incorporando-a ao seu dia a dia.

Há uma busca por emoções sensoriais, seja pela tato confortável, a simplicidade sofisticada, a irreverência da forma, sem abrir mão da praticidade, seja pela funcionalidade e da versatilidade da matéria prima.

Assim, a busca pelos elementos naturais continua sendo o grande destaque desta edição do evento, como mostram as fotos abaixo:


Bolachas de tronco de madeira se tornam quadros



Portas de armários exploram o toque da madeira rústica e natural e Banco de tronco de árvore petrificada
 
 
Pedras como elementos de inspiração


Artesanal – Hand Made

O olhar se volta para a valorização do hand made!  Há uma conscientização da importância desta prática e o olhar de admiração para aqueles que, em sua origem desenvolvem seus trabalhos de forma intuitiva e criativa.  A indústria está atenta a isso, porém, para ganhar escala produtiva e competitividade comercial, se associa a tecnologia para manter as suas características.
 
Pesponto


Encaixes malhetados em madeira, é uma técnica clássica utilizada há anos para dar travamento aos moveis, janelas e portas desde dos séculos anteriores. Porém, hoje, este recurso é potencializado, como detalhe diferenciado e exclusivo.
 
Crochê, tricô e macramê

Técnica empregada para criar tramas. O curioso é que não emprega-se apenas o fio de lã, ou algodão, a inspiração abraça outros materiais, aumentando o leque de aplicabilidade e inúmeras forma de utilização.


Cestaria

Utilizando a palha este material e seus produtos, vem de encontro a um estilo despojado que se chama-se “Cosy”, ou casual. Este estilo é uma das grandes preferencias do mercado atual.


Entalhes

Cores e Tramas

As cores também passam por esta fase de resgatar a natureza. Nota-se que o azul que envolve nosso planeta e também é presente nos mares, se associa aos tons terrosos, reafirmando que precisamos sim do ar, da terra e da água. Somente assim, podemos encontrar a harmonia dentro de nós. Desta forma, estas cores são a base para receber todas as suas variáveis (entram os beges, ocres, cinzas, lilás) trazendo para nosso contato diário as cores da natureza.

Mas, há também os tons Rosa Antigo, Rosa Quartz ainda está muito presente no evento, associados a estampas florais, que convidam para o universo mais delicado e feminino.

Sugere que precisamos de menos força, e mais sentimento.

 





 
Formas

Curioso como as formas deixam de ser duras e retas, e se torna orgânica, reforçando ainda mais minha teoria de que de fato queremos ser envolvidos pela “mãe natureza”.  Sim, pois na natureza não há ângulos e sim curvas. As linhas retas só são encontradas no campo da geometria, para sugerir tramas ou formas leves e vazadas, obtidas através de uma composição que sugere poliedros elegantes, leves e vazados. A formas arredondadas, os círculos aparecem de modo continuo na frente da minha câmera.
 
 


 
 

Metal

De fato, o dourado é o metal da vez. Dentro de suas nuances, o ouro e todas as suas variáveis entram em cena, ora para dar o glamour, ora para dar o despojamento necessário para se enquadrar numa composição contemporânea, como é o caso do ouro rose e do cobre.
 


A luz e seus efeitos

Há um grande avanço vindo por aí, a luz deixa de assumir sua função básica que é iluminar começa a navegar para uso de criar cenas e cenários.  Abaixo o mesmo quarto composto de cama criados laterais e parede branca, recebe uma iluminação cenográfica que permite mudar a decoração constantemente. Se você está se sentindo romântico, entra em cena as flores, se está mais pop, entra o grafite e assim por diante. É a tecnologia contribuindo para a dinâmica dos espaços.
 
Este tecido é uma manta de luz, tecido com fibras condutoras de luz. Este material abre inúmeras possibilidade na criação de luminárias, revestimento de parede, mobiliário etc….


Bianka Mugnatto
Designer de Interiores
Escritório Interart Interiores
Empresa Certificada ISO 9001
www.biankamugnatto.com.br

Deixe uma resposta

  • (não será publicado)