Residencial

Renovando o seu quarto

A profissional convidada desse mês, foi a arquiteta Patricia Tavares. Patricia atua desde 1992 na área de projetos de arquitetura e interiroes de reformas residenciais, comerciais e gerenciamento de projetos, e em 2016 iniciou seu próprio estúdio, a P2 Arquitetura no Rio de Janeiro.

Patricia conta hoje, algumas dicas de como você pode renovar seu quarto de dormir, não apenas estéticamente mas tornando-o totalmente funcional. Ele é o seu refúgio máximo e o lugar onde suas energias precisam ser renovadas para um novo dia.

Um dos projetos de quarto de Patricia Tavares

Um bom projeto de arquitetura de interiores precisa levar em conta diversos critérios:

Estética
Somos seres essencialmente visuais, e a primeira coisa que vai nos atrair é a beleza do lugar. Harmonia de cores, proporções no mobiliário, revestimentos adequados e detalhes que inspiram, trazem conforto visual e uma unidade que vão transformar aquele ambiente em um lugar onde desejamos estar.

Acústica:
É importante avaliar se o cômodo oferece conforto acústico. O rebaixo de teto em gesso, mesmo que pontual, apenas sobre a cama, é uma solução de conforto tradicional.

Muitas vezes a parede da cabeceira pode receber um tratamento que reduz o ruído externo, contribuindo para uma boa noite de sono e aumentando a privacidade também.

Pode ser um enchimento com lã acústica, um painel em tecido ou madeira, ou simplesmente uma cabeceira alta estofada.

Uma dica que ela sempre dá aos clientes é deixar a cabeceira de frente para a porta de entrada. Assim, ao entrar, nosso olhar é imediatamente atraído para um elemento de destaque, como um painel ou um papel de parede.

Iluminação:
Cada indivíduo tem uma relação única com a luz. Alguns gostam de muita, outros de pouca luz. O fato é que estudos comprovam que nosso bem estar físico, mental e emocional depende diretamente da regulação dos ciclos de sono e vigília. Aí entram dois fatores: a iluminação natural e a artificial.

Precisamos de elementos que ajustem a luz natural, como cortinas e blackouts. Eles evitam ofuscamentos e controlam a incidência de luz no ambiente, inclusive a luz artificial noturna externa de postes e refletores urbanos que pode ser bem agressiva.

O tecido precisa ser escolhido com cuidado, pois se houver muita luz solar ele pode desbotar rapidamente, comprometendo o visual.

Quanto à luz artificial, não basta escolher a luminária mais bonita. Há itens como:

Manutenção: limpeza, troca das lâmpadas;
Efeito luminoso: luz de efeito, luz difusa, luz dirigida;
Eficiência energética: consumo, dimerização.

Em resumo, a luminária deve harmonizar com o conceito do projeto, e a lâmpada deve harmonizar com a luminária. Este conjunto garante o efeito desejado da fonte luminosa, evita ofuscamento e possibilita diferentes usos.

Patricia sempre recomenda a combinação de várias fontes luminosas. O básico é uma luz geral de teto, de preferência rebatida ou com difusor para não agredir os olhos de quem está deitado; luzes para leitura nas laterais da cabeceira, em pendentes ou arandelas articuladas; e luzes de apoio nos armários, que podem ser externas no teto, ou internas em prateleiras e cabideiros. Outras opções são luzes de efeito embutidas em sancas ou marcenaria e luzes de apoio que possam ser acendidas sem incomodar quem está dormindo, como pequenos balizadores, de preferência dimerizados.

Além disso, todo este cuidado com a iluminação tem que ser acompanhado da escolha correta de interruptores e tomadas. A linha Orion é perfeita, pois permite a dimerização para lâmpadas LED.

Esse tipo de solução, que permite o controle de graduação de luminosidade, também deve ser usado com lâmpadas LED que vem ganhando mercado por seu baixo consumo de energia e vida útil prolongada. São duas opções: o dimmer rotativo e o dimmer digital, ambos podendo ser utilizados também em lâmpadas convencionais.

Essa linha possui diferentes acabamentos e cores, tem cor e modelo para tudo quanto é gosto, além das diversas funções, e até as tomadas USB.

O olhar é imediatamente atraído para o elemento de destaque. Imagine aquela cabeceira em painel ou papel de parede com uma (ou mais) tomada ou interruptor aparente…

Orion You

Agora imagine de novo com a linha Orion You! Você consegue colocar o papel de parede e personalizar o espelho com o mesmo  acabamento do entorno, eliminando o excesso de informação com elegância.

Agora que a Patricia já deu as dicas para ter um quarto renovado, mãos a obra e replique no seu quarto também!


Patricia Tavares
http://patriciatavaresarq.wixsite.com/p2arquitetura

 

Deixe uma resposta

  • (não será publicado)