Residencial

Energia elétrica e a importância do uso consciente

Uma das palavras de ordem do momento para boa parte da população é economia, acompanhada da necessidade de poupar dinheiro, diminuir consumos e aniquilar dívidas em busca de uma vida financeira mais tranquila. Com a energia elétrica não poderia ser diferente. Além de já termos passado por alguns aumentos nas contas de luz nos últimos meses, é preciso haver uma conscientização em relação à sustentabilidade e ao meio ambiente. Com isso, é essencial economizar e usar com responsabilidade para não faltar.

Talvez essa não seja uma tarefa muito fácil nesta época do ano. Com as temperaturas cada vez mais altas, difícil mesmo é passar um dia inteiro sem ligar o ar condicionado e usar o ventilador, não é mesmo? Porém este é mais um motivo para nos atentarmos em buscar soluções e maneiras de controlar o uso da energia. Dentre as atitudes importantes em relação ao assunto, temos a opção de nos reeducarmos, mudando alguns hábitos simples em nossas casas, além de escolhermos eletrodomésticos e eletroeletrônicos adequados.

Economizar energia

O mercado já oferece eletrodomésticos que consomem menos energia como geladeiras, refrigeradores, micro-ondas, ferros, lavadoras de louças e lavadoras de roupas. O idec (Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor) sugere que o consumidor analise a etiqueta que acompanha cada um destes aparelhos. Os produtos são classificados com as letras A e E: os que consomem menos energia levam a letra A; os que são menos eficientes levam a letra E.

Em casa, também podemos provocar algumas mudanças capazes de reduzir consideravelmente este consumo. No Home Theater, por exemplo, geralmente deixamos a TV, aparelhos de TV a cabo, de Wi-fi, telefone, aparelhos de som, DVD, entre outros, ligados em modo stand by. Se tirarmos todos da tomada, essa ação já acarretará em grande economia.

Economia de luz em casa

Existem muitas outras maneiras para usar a energia de maneira consciente como usar o chuveiro no modo verão e reduzir o tempo de banho, acumular o máximo de roupas possível para ligar o ferro de passar, evitar o uso de secadores de cabelo e não deixar o carregador de celular plugado na tomada sem ser usado.

Outra forma bem eficaz de reduzir o consumo é trocar as lâmpadas incandescentes por fluorescentes ou por lâmpadas de LED, as mais econômicas do mercado. Em uma casa de dois dormitórios com 13 pontos de iluminação é possível economizar cerca de R$ 800,00 com a substituição.

Mais uma dica importante é evitar o uso de lâmpadas acesas sem necessidade, muitas vezes causado por esquecimento. Há duas soluções eficientes para este problema: a primeira é o uso de interruptores por presença, que acionam a iluminação do ambiente somente quando há movimento, além de ter regulagem de tempo e de luminosidade, evitando que o dispositivo acione desnecessariamente enquanto houver luz do dia. A segunda opção é o uso de interruptores temporizadores que acionam a iluminação a cada pulso, com regulagem de tempo para as lâmpadas não ficarem acesas mais tempo que o necessário. A Schneider Electric oferece opções para diversos ambientes, com a possibilidade de trocar módulos e placas de forma independente.

Opções para economizar energia

Deixe uma resposta

  • (não será publicado)