Gestão de Energia / Eficiência Energética

Resposta à demanda: uma resposta inteligente em Smart Grids

Em todo o mundo os atores do sistema elétrico buscam otimizações sobre seus perímetros de modo a garantir o equilíbrio, a segurança e a competitividade do sistema. A modulação da demanda de energia elétrica (Resposta à Demanda) se apresenta como uma ferramenta inovadora, eficiente, econômica e ecológica a serviço do sistema elétrico.

Um sistema de gerenciamento de resposta à demanda permite agregar consumidores cujo perfil é adaptado a uma ou mais necessidade do sistema elétrico de forma flexível, através de uma central de modulação de forma inteligente, eficiente e proativa.

Em períodos de ponta de consumo ou em caso de tensionamento do sistema elétrico, a central de modulação é ativada rapidamente para aportar um complemento de capacidade ao sistema.

A introdução massiva de energias renováveis e intermitentes faz com que surja a necessidade de consumo imediato dessa energia, modificando de forma fundamental a forma tradicional de despacho.

A fim de compensar as diferenças de previsão do sistema elétrico, seja para cima ou para baixo, os esquemas de resposta à demanda são acionados ao longo de todo o dia com avisos prévios inferiores a 2h

A modulação de eletricidade consiste em adaptar seu consumo de energia em função das necessidades do sistema elétrico. Em um pico de consumo, o sistema de resposta a demanda irá reduzir o consumo e efetuar os desligamentos necessários (parada de um processo de fabricação, de um condicionador de ar…) para liberar energia. Em um processo inverso, logo que a produção de energia é excedente pode ser interessante para um consumidor iniciar um processo de fabricação e outros aparelhos para absorver o excedente de energia.

Os sistemas de resposta a demanda se comportam de forma dinâmica e possuem grande potencial para integrarem funções de regulação sistêmica de forma contínua, a exemplos do ECE (esquema de controle de emergência), SEP (sistemas especiais de proteção) e ERAC (esquema regional de alívio de carga).

Sistemas DRMS (Demand Response Management System) têm sido implantados com sucesso em diversos países ao redor do mundo. Dentre os principais benefícios pode-se destacar:

– otimização e redução do risco de indisponibilidade energética;
– melhor gerenciamento de capacidades de geração;
– liberação de ativos de geração de reserva e serviços ancilares: provedores de energia reativa, controle automático de geração (CAG), auto-restabelecimento (black start) e de sistemas especiais de proteção (SEP)
– inovação no setor elétrico com a introdução do conceito de centrais virtuais de geração

Em um mundo onde a energia é cada vez mais renovável e impactada pelas variações climáticas, torna-se cada vez mais complexo equilibrar a produção de eletricidade e seu consumo. A interface entre os distribuidores de energia elétrica e seus consumidores, a Resposta à Demanda é uma componente essencial das redes elétricas inteligentes.

Os benefícios para a sociedade são inúmeros.

  • Tecnológicos: maior confiabilidade do sistema elétrico e aumento de capacidades de geração, melhoria do equilíbrio entre produção e consumo de energia.
  • Econômicos: limite de recursos a grupos onerosos na ponta e aperfeiçoamento da utilização de energia excedente em períodos de baixo consumo.
  • Ambientais: contribui para a redução as emissões de gases de efeito estufa.

Para saber mais acesse: http://www.energy-pool.eu/en/energy-school/

Deixe uma resposta

  • (não será publicado)